Cultivo de banana cresce na região de Imperatriz

Diego Leonardo Boaventura

Um estudo feito pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) aponta o Maranhão como um dos estados com condições mais favoráveis para o plantio de banana. Estas vantagens têm estimulado os agricultores maranhenses que, na safra de 2011, produziram cerca de 108.625 toneladas da fruta. Na região de Imperatriz, os municípios que mais produzem são Porto Franco, Lajeado Novo e São João do Paraíso. Mas, de acordo com o zoneamento agrícola, todos os 217 municípios do Estado estão aptos o ano inteiro para o cultivo.

Nessas cidades próximas a Imperatriz as áreas plantadas com banana vão de 30 a 100 hectares, tendo uma produção média de 30 toneladas por hectare, dependendo da cultivar. “Cada cultivar tem uma produção, na região o sistema é bem produtivo porque geralmente os bananais são irrigados e bem adubados”, afirma o fiscal estadual agropecuário da Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA), Jean Teixeira. Segundo ele, a Aged atua no programa de controle da Sigatoka-negra – principal doença que ocorre na cultura da bananeira. “Essa doença não existe no estado do Maranhão e o programa é exatamente para fazer o controle e evitar que a doença venha se instalar no Estado”.

Profissionais capacitados pelo Mapa e pela Aged vistoriam os bananais nas áreas de produção certificando que o plantio não tem a doença. Após a inspeção, é emitido um documento chamado Certificado Fitossanitário de Origem. O documento tem validade de 30 dias e permite que a produção circule livremente para outros estados. “Com o certificado e a nota fiscal, o produtor retira na Aged outro documento – Permissão de Trânsito Vegetal (PTV) – que certifica o produto como imune a doença”, garante o fiscal.

Variedades

As principais variedades cultivadas na região são a Pacovan e a Prata Anã. A Pacovan atende o mercado consumidor do Pará e a Prata Anã é distribuída para Imperatriz e a capital São Luís.

Rendimentos

Segundo o estudo do Mapa, o clima influi diretamente nos processos respiratório e fotossintético da planta. Para obtenção de altos rendimentos e melhor qualidade, são necessárias temperaturas altas e uniformes, com mínimas não inferiores a 18ºC e máximas não superiores a 34ºC. A faixa de temperatura ótima para o desenvolvimento das bananeiras comerciais é de 26 a 28ºC. Para o bom desenvolvimento da cultura as chuvas devem ser superiores a 1.200 mm por ano com boa distribuição anual. As maiores produções estão associadas a uma precipitação total anual de 1.900 mm, bem distribuída no decorrer do ano.

As plantações cheias de cachos indicam a boa safra de bananas este ano no sudoeste do Maranhão. O tempo bom, com menos calor e menos vento, deixou os produtores animados e o rendimento da safra deve passar de 45 toneladas por hectare.