Porto Franco: primeira refinaria do MA deve produzir 5,5 milhões de caixas de óleo por ano

A indústria de óleo de soja da Algar Agro – primeira refinaria de óleo de soja de capital nacional da região Nordeste –, inaugurada no dia 21 de julho no município de Porto Franco (MA), a cerca de 100 km de Imperatriz, é resultado de um investimento de R$ 70 milhões. A capacidade de produção da indústria será em torno de 5,5 milhões de caixas de óleo/ano, com isso, espera-se que a empresa gere cerca de 350 empregos diretos e indiretos.

A planta industrial da unidade tem os equipamentos mais modernos em atividade no setor e é a segunda refinaria do grupo no país. A primeira, localizada em Uberlândia (MG), é responsável pela liderança da marca ABC no estado de Minas Gerais, garantindo presença do produto no Espírito Santo, São Paulo e Rio de Janeiro.

Na ocasião, o presidente Executivo do Grupo Algar, Luis Alexandre Garcia, destacou a importância do investimento para o Maranhão e região Norte/Nordeste. Ele elogiou a política de atração de investimentos implantada pelo governo Roseana, que possibilitou a concretização da fábrica no Estado. “O suporte e o apoio oferecidos pelo governo maranhense foram decisivos para a instalação desta unidade em Porto Franco. Por isso, queremos agradecer a governadora Roseana, que sempre foi nossa parceira na consolidação deste sonho”, ressaltou. Garcia informou que, atualmente, 600 produtores agrícolas da região Sul do Estado fornecem soja para o refino e outros derivados.

A partir de Porto Franco, a Algar Agro realizará a distribuição do óleo de soja da marca ABC para estados do Norte e Nordeste. A soja que chega à planta de esmagamento no município tem como destino a exportação e produção de dois produtos: óleo degomado, vendido para indústrias de alimentos e de biodiesel; e farelo de soja, comercializado no mercado do Norte e Nordeste.
“A implantação da refinaria é um sonho antigo que está sendo concretizado em Porto Franco, pois viabiliza a cadeia produtiva da soja, um produto que pode ser internacionalizado. Vivemos um momento de euforia para o setor econômico maranhense e brasileiro”, afirmou o secretário de Indústria e Comércio do Maranhão, Maurício Macedo.

Distrito Industrial
O Distrito Agroindustrial de Porto Franco está passando por obras de revitalização realizadas pelo governo, em parceria com a prefeitura. O investimento no valor de R$ 850 mil inclui serviços de recuperação da pavimentação asfáltica, sinalização vertical e horizontal, reforma e ampliação do sistema de iluminação pública, entre outras melhorias. Além da Algar Agro, no Distrito também estão instalados outros grandes empreendimentos do agronegócio como as tradings Bunge e Cargill, que atuam na área de grãos.
A Algar é um conglomerado que agrega nove empresas nos setores de TI/Telecom (Algar Telecom, Algar Tecnologia, Algar Mídia e Engeset), Agro (Algar Agro), Serviços (Algar Aviation, Algar Segurança e Comtec) e Turismo (Rio Quente Resorts). No setor de agronegócio, o principal produto da empresa é o Óleo ABC e o farelo de soja Raçafort. (Com informações do Governo do Estado)