Sindicato Rural tem a primeira eleição politizada

A proximidade das eleições municipais influenciou a disputa no Sinrural, com uma segmentação ideológica que já dá pistas da polarização no pleito para a Prefeitura. Apesar destas influências, o setor acomoda-se agora em torno de se fortalecer unido e na expectativa de maior abertura para participação na entidade

Janaína Amorim

Com 140 votos, a chapa União e Trabalho, encabeçada pelo empresário Sabino Costa, foi a vencedora nas eleições do Sindicato Rural de Imperatriz. A concorrente, União e Trabalho, que tinha como cabeça de chapa o empresário José de Ribamar Cunha Filho, conhecido como Ribinha, teve 112 votos. A disputa aconteceu no dia 16 de janeiro no Parque de Exposições Lourenço Vieira da Silva e contou com 255 votos, sendo que 310 sócios estavam aptos a votar. Duas pessoas votaram em branco e uma anulou o voto.
Entre os votantes, estava o presidente da Câmara de Vereadores de Imperatriz, Hamilton Miranda. Segundo o vereador, as eleições oportunizam o debate sobre as questões do Sindicato Rural. “Vários temas foram debatidos. São debates como esses que fortalecem o Sindicato. Espero que a nova diretoria dê continuidade ao trabalho já desempenhado”, acrescentou Miranda.

As eleições para a escolha da diretoria do Sinrural acontecem a cada três anos. Para votar, os sócios devem estar filiados há mais de seis meses e em dias com as obrigações sindicais. O prazo para a regularização dos associados terminou no último 14 de janeiro. Esse ano, de última hora, a Justiça foi acionada e impediu votos por procuração.

De acordo com o presidente em exercício, Karlo Marques, o que levou o sindicato a acreditar no grupo eleito foi a parceria já realizada entre os membros da chapa e o Sinrural. “Este é um grupo que estou junto desde 1989, quando fui eleito pela primeira vez. Mas são dois bons nomes. Acredito que o Sinrural será bem representado”, afirmou Marques. Ele acrescentou que a eleição é um reflexo do regime democrático adotado pela instituição. “Além da confraternização entre sócios, é uma forma democrática de promover abertura para os associados participarem do sindicato”, disse.

Sabino Costa pretende trabalhar para “fortalecer a entidade e defender os interesses dos produtores” diante de problemáticas como a Febre Aftosa e de questões ambientais, como a do Código Florestal.

Perfil do novo presidente

Sabino Costa é produtor rural e empresário no ramo de veículos e distribuição de alimentos. Natural do Piauí, há cerca de dez anos vive em Imperatriz. Foi vice-presidente do Sinrural na última gestão e participa do sindicado desde 1998. Além de participação nos movimentos sociais, o novo presidente é também secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Imperatriz.